Saiba como calcular a quantidade de pisos e revestimentos

Uma etapa fundamental para o acabamento do seu projeto arquitetônico é o cálculo assertivo da quantidade de pisos e revestimentos que serão utilizados.

O cálculo consiste em uma conta básica de matemática, simples de ser feita, mas que ao mesmo tempo exige atenção. Afinal, o erro pode acarretar em prejuízos para a obra. 

Além de ajudar a economizar com o investimento, a conta realizada é essencial para evitar a perda de materiais. O resultado errôneo de área menor do que a realidade pode estender o prazo final, bem como gerar a necessidade da compra de mais peças, o que por fim pode aumentar o tempo de conclusão do projeto. 

Por outro lado, a aquisição de peças em excesso provocará o desperdício de dinheiro e de produtos.

Como calcular a quantidade de pisos

Revista Boff
  • Quadrado ou retangular: medir a largura e o comprimento do espaço e multiplicar um pelo outro.
  • Triangular: medir a base e a altura, multiplicar uma pela outra e dividir o valor por dois.
  • Recortes: dividir a área em formas conhecidas, como as de cima. Fazer a medida da área de cada um dos recortes e somá-los.

Ao chegar no resultado do cálculo acrescente uma margem, importante para trazer segurança para a obra. É necessário saber qual a metragem do ambiente e adquirir algumas peças extras do piso e do revestimento: aproximadamente 10% para uma área quadrada ou retangular e 20% se for triangular ou tiver muitos recortes. 

Vale ressaltar que uma obra pode contar com pequenos imprevistos e isso também deve ser levado em conta na margem de produtos adicionais. 

Com o número da medida ideal para comprar as peças que irão revestir o piso, escolha o produto ideal, verificando quantos metros quadrados cada caixa contém. 

Para saber quantas caixas serão necessárias para aplicar todo o piso do ambiente, basta dividir a medida do piso (com o valor da margem extra) pelo valor de cada caixa. Caso o número seja quebrado, arredonde-o para cima.

Como calcular a quantidade de revestimentos

  • Parede: Deve ser feita a multiplicação da largura de cada parede pela altura do espaço. Com o resultado, é preciso subtrair a área de paredes ou portas existentes, já que não receberão o revestimento. Ao final do cálculo, some a margem de 10% de erro, para garantir mais segurança e tranquilidade para o seu projeto.
  • Rodapé: É preciso definir qual será a altura, entre 10cm e 15cm, de acordo com o padrão. Para fazer a escolha, vale lembrar que os pisos serão cortados e, quanto mais alto o rodapé, mais esta peça poderá ser utilizada. Outro cálculo exato consiste na compatibilidade entre o tamanho do rodapé e do revestimento para evitar o desperdício. Aqui, a margem de 10% também garante segurança para a obra.

Seguindo essas orientações, é possível realizar um cálculo preciso e detalhado da quantidade correta de pisos e revestimentos que você irá aplicar no seu projeto. 

Aproveite para conhecer a Linha Castelatto completa e transformar diferentes ambientes em espaços sofisticados e modernos.

Notícias Relacionadas